sexta-feira, 24 de agosto de 2012

O Salon Emprendedor pode auxiliar você na montagem de seu negócio.

Criamos este post para auxiliar a futuros e atuais empreendedores que estão buscando algum negócio para empreender principalmente no setor industrial. Nós do Salon Emprendedor a mais de 12 anos auxiliamos empreendedores de toda America Latina, África e inclusive Europa na formatação de seus negócios, principalmente se tratando de fabricas de pequeno e médio porte. Seja na obtenção de licenças para formalização de suas atividades, desenvolvendo planos de negócio, elaborando cartilhas e manuais de boas praticas, treinando colaboradores, otimizando instalações de fabricas em funcionamento e até mesmo formatando fabricas e negócios “do zero”. Basicamente somos uma empresa que pode auxiliar micro empreendedor industriais, em qualquer etapa do seu negócio. Se você ainda não tem seu negócio próprio, mais consegue vislumbrar negócios, tendo em vista as abundancias da sua região Seja: Terra, frutas, Verduras, Hortaliças. Saiba que podemos ajuda-lo a lapidar estas ideias. Hoje o Salon Emprendedor possui mais de 250 configurações de fabricas diferentes. Todas: estudadas, formatadas, manualizadas e garantidamente rentáveis. Você não receberá uma receita de bolo de como montar seu negócio, tal porque cada negócio é um negócio e cada região é uma região, mais terá sim, um negócio entregue com sistema “chave em mãos” otimizado e adaptado 100% a sua realidade. - Como funciona isso? Uma vez escolhido que tipo de fabrica ou negócio pretende-se instalar, ou, até mesmo que tipo de matéria prima pretende-se processar, sugerimos algumas configurações de fabricas e apresentamos o preço de cada uma delas de acordo com sua capacidade. Vale mencionar que nossas propostas são bastaste flexíveis podendo ter um preço total de a partir de R$ 15.000,00 Em conjunto com a proposta pode receber também um guia para elaborar um estudo simples de viabilidade do negócio, seguindo o passo a passo você poderá organizar sua ideia, facilitando sua tomada de decisão. Tão pronto tenha tomado a decisão de empreender, e mais do que nunca esta convencido por conta própria que existe a possibilidade de implantar o negócio em sua região, tomamos como base o menor orçamento enviado e, a partir, de um sinal de negócio um de nossos consultores visitará você em uma data previamente agendada para em conjunto contigo formatar o plano de negócio pratico de seu novo empreendimento. Em uma semana (duração da visita) você terá certeza de que tipo de negócio estará iniciando, que recursos físicos serão necessários, que custo isso teria, que ganho poderia ter, que tipo de facilidades e dificuldades poderá encontrar, tudo isso 100% adaptado a sua realidade. No fim desta semana de trabalho, caso opte por empreender o negócio, assinamos um contrato de fornecimento de todo equipamento, ferramentas e transferência de know-how do negócio. Então no prazo médio de 60 dias seus equipamentos estarão todos prontos e disponíveis para embarque e instalação. Logo, agendamos outra visita onde uma equipe de profissionais do Salon Emprendedor instalará e treinará você e seu pessoal na fabricação, venda, logística e administração do negócio.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Já decidiu montar seu negócio? Saiba o próximo passo



Atendendo a solicitação de muitas pessoas que estão na fase mais difícil que um empreendedor pode passar  “a decisão de empreender” resolvemos esclarecer via blog  o passos a passo sobre como se dá a instalação, inauguração de nossos empreendimentos.

Se você já passou pela fase da “decisão de empreender”, se supõe que vivenciou ou mentalizou seu negócio funcionando, deve ter pesquisado matérias primas que poderia,  utilizar deve saber aprox. quanto elas custam no mercado, quanto poderia custar de um produtor etc.Logo pensou em como poderia ser a apresentação  do produto final, a preço que poderia ser praticado vendido e revendido etc .Fez o que chamamos de conta da vovô  “2+2=4” é assim concluiu, assim como nós, que este é um excelente negócio, é o melhor de tudo pode ser realizado.



 Claro que para empreender um negócio é preciso ter tecnologia, fazer um plano de negócio bem estruturado, definindo  canais de distribuição etc. Porém não se preocupe, nesse quesito você contará com todo know-how do Salon Emprendedor, que possui mais de 10 anos de experiência desenvolvendo empreendedores em vários países.

Tendo claro isso vamos nos concentrar no passo a passo de aquisição, planejamento, montagem, treinamento e acompanhamento do negócio levando em conta também como se dá o investimento ou seja como você  paga por tudo isso:

1º Passo: Assim que decidido o empreendimento, o futuro empreendedor deve efetuar o depósito de 15% do valor do projeto, esse 15% é chamado de valor de sinal e reserva de contrato.
Esse recurso em primeiro lugar demonstra o real interesse de empreender o negócio. Em segundo lugar vale mencionar que este recurso é destinado para custear a primeira fase do projeto, a vista de um de nossos consultores ao local de instalação da fábrica a fim de elaborar todo o plano de negócio, tendo em conta custos de produção, mix de produtos, apresentação do produto, canais de distribuição, programação de inauguração etc.



2º Passo: No final dessa consultoria, assim que o empreendedor já tem claro todo o plano de negócio, este poderá definir com mais clareza qual ou quais as fabricas que deseja com quais capacidades, tamanho etc. Logo é assinado o contrato de fornecimento dos equipamentos que compreendem a ou as fábricas, no ato da assinatura o cliente deve pagar mais 30% do valor do projeto.
OBS: No caso de clientes fora do Brasil, nesta mesma visita já definimos despachante que se fará responsável pela importação



3º Passo: Definida a compra e plano de negócio. A produção dos equipamentos é iniciada por parte do Salon Emprendedor, por outro lado o empreendedor deve “preparar o terreno” para  instalação e inauguração da fábrica, nessa preparação compreende: alugar, compra ou reformar de um local para abrigar a fábrica, buscar mão de obra, definir plano de imagem em conjunto com nossa consultoria etc.
Obs: O tempo de entrega dos equipamentos pode variar entre 30 a 60 dias dependendo de caso a caso.



4º Passo: Terminada a produção dos equipamentos, e finalizada toda estrutura que envolve a fabrica ou as fábricas, os equipamentos são despachados para o local onde o empreendedor definir, assim que despachadas o cliente deve depositar mais 30% do valor do projeto.
Obs:Vale mencionar que toda logística será coordenada pelo Salon Emprendedor ou seja o empreendedor não precisa conhecimento prévio em importação, logística etc.

5º Passo: Assim que a fabrica desembarca na cidade onde será feita a inauguração. Um de nossos consultores volta para uma segunda visita onde será feia a toda instalação, treinamento e testes com toda linha de equipamentos. Fábrica entregue funcionando a todo vapor o cliente finaliza a compra com pagando os 25% finais.

6º Passo: Inaugurada a fábrica tudo funcionando bem, porém nosso trabalho não termina ai, nosso empreendedor ainda tem 3 meses de assistência remota não apenas no que diz respeita a produção mais também no desenvolvimento comercial, mkt etc.
Nossa principal preocupação é que o negócio seja produtivo, cresça a “passos largos” e para isso não poupamos esforços.
OBS: Esse suporte a distância é denominamos PAE Programa de Acompanhamento Empresarial, é um método desenvolvido pelo próprio Salon Emprendedor a fim de oferecer todo suporte necessário para o desenvolvimento de nossos empreendedores e seus negócios.


Nos colocamos a sua disposição para esclarecer qualquer dúvida.



'(55)(11)2805-1262
'(55)(11)5087-8810
'(55)(13)3029-0607
:Msn:salonemprendedor.br@hotmail.com
:Skype: salon.emprendedor.br
www.salonemprendedor.com.br

  

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Equipamentos e máquinas para fabricação de óleo vegetal.


Como fabricar: Óleo, Fábrica de extração de óleo vegetal   
FÁBRICA PARA PRODUZIR Óleo vegetal 
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-FABRICAÇÃO-TECNOLOGIA-CONSULTORIA-APOIO-IMPLANTAÇÃO





OFERTA DE IMPLANTAÇÃO: FABRICA DE ÓLEO

O Salon Emprendedor coloca a disposição uma oferta para instalação de  fabrica COMPACTA para fabricar Óleo vegetal, incluindo processos e formulas técnicas, com equipamentos industriais apropriados para micro industrias.   


Maquina e Equipamentos para Fabricação:

*Moinho Triturador : com rotor e martelos em aço temperado, destinado a triturar o produto em processamento e facilitar cozimento e a extração do óleo. Com motor elétrico de 3 CV 2 pólos

*Cozinhador/Escaldador: para condicionamento da matéria prima a ser prensada, por meio de fogo direto. Construído em chapas de aço carbono, com fundo reforçado. Acionado por motor elétrico de 1 CV.

*Mini Prensa: Acionada por motor elétrico de 5 CV a MPE-40 pode processar diversas sementes oleaginosas devidamente preparada. Construída em aço carbono com eixo helicoidal tratado termicamente.
O óleo extraído pelo processo mecânico contínuo arrasta partículas de matéria prima que devem ser separadas por filtração. Para esta função colocamos à disposição filtro prensa

*Filtro Prensa: Com placas verticais, com 6 placas e 7 quadros, fechamento mecânico manual, bica recolhedora e bandeja para retenção de finos. Com bomba para alimentação e motor de 0,33 CV.

Com os equipamentos acima processamos sementes de girassol, inteiras e à temperatura ambiente. Com sementes limpas, de boa qualidade, o óleo obtido estará em condições de ser consumido.
Outras oleaginosas podem exigir uma preparação específica que pode incluir quebra e aquecimento antes de ser alimentada na Mini Prensa Ecirtec. Neste caso oferecemos o moinho triturador e cozinhador tipo fogo direto que completam a Micro Usina.



. Um Equipamento Pasteurizador: Esta é uma Unidade também usada para esterilizar embalagens de vidros e usada para pasteurizar. O processo é feito por uma selagem a vapor de vácuo dos potes , assegurando assim, uma selagem segura, evitando a presença de ar no interior das embalagens, conseguindo que se alcance uma melhor conservação e durabilidade do produto final.  Equipamento com acionamento elétrico 110/220 volt com controle de temperatura e termostato de regulação.




Outros recursos necessarios para sua fabrica

•         Área sugerida de instalação da fabrica é de 30/35 mts2.
Obs.: Vale mencionar que não estamos incluindo, área para escritório comercial - administrativo etc.

•         Mão de Obra:  03/04 Operadores

 

 Resume de Itens de suporte e componentes de nossa oferta:
a) A oferta inclui: Unidade completa de fabricação com acompanhamento.
b) Manuais técnicos de fabricação passo a passo e suporte on-line p / Suporte.
c) Cartilha de montagem e instalação Industrial para uma área mínima de 20/24 m2.
d)Fluxo-grama de processamento e ferramentas de gestão operacional.
e) Preparação Técnica do Programa de Empreendedorismo com início imediato via on-line.
f) Vídeo sobre as técnicas de fabricação e processos de fabricação passo a passo.
g) PAE-Programa de Acompanhamento Empresarial  (duração de 03 a 04 meses).
h) Acompanhamento via on-line para elaboração do  Plano de Negócios (  100% aplicativo).
i) Cronograma para a implementação do empreendimento.



Termos e Condições de implementação: 
• Pagamento: 15% de sinal para fechamento da compra
                       30% No pedido dos equipamentos e inicio da consultoria
                       30% No embarque das maquinas e equipamentos
                       25% Na entrega da fábrica e termino da consultoria.



O pagamento e confirmação de deposito do sinal do contrato, ativará a visita de um consultor ou diretor do Salon Emprendedor até a localidade do comprador da fábrica onde será iniciado todo o trabalho de consultoria para instalação bem como a elaboração do projeto e confecção do plano de negocio do empreendimento. Se trata de uma visita técnica de 05 a 07 dias, com o intuito de visitar o mercado local selecionar provedores, possíveis compradores locais e ponto de venta, analise dos custos locais e das matérias primas, assim  como a formatação técnica dos custos de produção e  rentabilidade estimada.
Nesta visita assinamos o contrato para despacho da fábrica assim como apresentaremos o cronograma de instalação tendo vista custos de despachos, frete do maquinário respectivo.

  
• Sobre o programa de apoio PAE: conjunto de 2 reuniões semanais em um mês (webconference) e 01 encontro semanal durante 2 meses, até o efetivo funcionamento do empreendimento. 
Se necessário, o deslocamento de um dos consultores do Salon Emprendedor até as instalações do comprador, . Os custos serão compartilhados entre as partes.


Salon Emprendedor
'(55)(11)2805-1262
'(55)(11)5087-8810

'(55)(13)3029-0607
:Msn:salonemprendedor.br@hotmail.com
:Skype: salon.emprendedor.br



segunda-feira, 18 de julho de 2011

Quer Fábricar Sopas Cremes e Caldos

Fábrica e Maquinário para Sopas, Cremes e Caldos Naturais
Um mercado para consumo de produtos naturais de preparação instantânea, é o que todo o mundo procura.
Chegar em suas casas, retirar do seu congelador uma sopa 100% natural com o sabor caseiro, que bastam 02 minutos para ficar pronta no prato, sentar-se na mesa e se deleitar, saboreando um sabor natural?
Esta proposta existe! quem sabe, esta é a oportunidade de negócio que você esperava, aqui te entregamos:
Você poderá fabricar; Caldos, Sopas Dietéticas, Energéticas, Sopas Vitamínicas somente cálcio – ferro, caldo de feijão, cremas de ervilhas, de espárragos, de milho etc. São mais de 100 opções de formulas para deleitar e satisfazer seu consumidor.
Maquinas e Equipamentos para Fabricar Sopas e Cremes
Proposta: Pequena Fábrica de Vegetais – Hortaliças Produtos: Sopas – Cremes – Caldos – Salsas.
Capacidade: Unidade para Processar 200/300 Kg/dia
Fabricação: 800/1.200 Pacotes de 250 grs/día.
O Investimento: USD$ 4.800/5.500 dólares.
01. Um Lavador com três tanques individuais em aço inox, montada em estrutura de ferro pintada, incluiu conexões p/ entradas e saídas de água para cada um dos tanques, equipados com duchas individuais. A unidade deve comportar uma capacidade de carga no processo, de 40/50 kg de hortaliças por ciclo. Dimensões: 2.40/2.60 mts de largura, para que possa atender as necessidades de produção.
Recomendação do processo de lavagem:
a) Evitar a incorporação de produtos que não estejam classificados, descartar danificados, atacados por insetos, deteriorados etc. Usar somente produtos sadios e de qualidade.
b) A higienização por imersão obedecem as tabelas de concentração com soluções em cloro, hipocloreto de sódio: para folhas 20/25 ppm. E tubérculos 40/50 ppm. Por periodos de 15/25 min.
c) Usar somente seus acessórios nesta seção, sem cruzá-los ou repassá-los a outra, com isso evita a contaminação por cruzamento de processos.
02. Cortadores de Vegetais – Hortaliças: Dois cortadores de vegetais um com pedestal para os cortes em cubinhos ou fatias, que facilitem o tamanho das matérias primas para seu cozimento, e outro de bancada, para os diversos tipo de cortes, ambos podem ser com acionamento manual, com moldes de corte para diversos tamanhos, medidas intercambiáveis. Estes equipamentos são fundamentais para diminuir os tamanhos e volumes para o tempo de cocção e moenda posterior no processador.
Recomendação de Processo:
a) Os cortadores e acessórios devem ser de uso exclusivos desta seção.
b) Deixar em bandejas com água logo depois do corte e descasques, produtos que escurecem em contacto com o ambiente, como batatas, mandioca.
c) Pulverizar a área de processamento antes de iniciar cada tarefa com uma solução de álcool retificado com água (20/25 %) p/ pulverização aérea.
03. Descascador de Vegetais: Equipamento para descascar batatas, cenouras, de acionamento elétrico por ação abrasiva de peças instaladas em seu interior e denominado conjunto abrasivo, peças com porosidade apropriadas para a função.
Recomendações do Processo:
a) Esta função é possível ser realizada por operadores manuais, considerando que na primeira etapa da fábrica não trabalhará com grandes volumes, de batatas, cenouras, etc. Pode excluir este equipamento.
b) Os equipamentos e acessórios devem ser lavados com detergentes neutros e esterilizados em uma solução de iodo povidona a 20% e água fervida.
c) Ter a mão as formulas, com seus percentuais e pesos, para os ingredientes a serem processados no cozimento e acomodações em bandejas.
d) Estabelecer lotes ou cargas de processamento para sua cozimento, a fim de ser organizado e coerente com o processo, toda a atividade do sector e que inclui o de cortes de vegetais.
04. Unidade de Cocção Tripla: Unidade compacta, equipada com 03 caldeirões para a cocção, montados sobre uma estrutura metálica, capaz de suportar até 200 kg, Cada caldeirão com uma capacidade de 30/50 litros, com 03 queimadores a gás, interconectados ao alimentador, e independentes para suas operações, 01 para tubérculos: batatas, cenouras, mandioca etc. 01 para vegetais de talos – folhas: acelga, aipo, salsão, espinafre etc. 01 para grãos; milho, ervilhas, feijão, grão de bico etc. Atendendo a produtos com diferentes tempos de cocção. Os Caldeirões estão equipados com cestas metálicas para as operações de imersão e termômetros para controle de temperatura.

Entre em contato e receba seu orçamento!

S A L O N E M P R E N D E D O R Brasil–Argentina–Paraguai–Chile–Equador-Venezuela-México
Tel: 55-11-2805-1262
Fax: 55-11-2805-1262
Tel: 55-13-3029-0607
Tel: 55-13-3596-6809
e-mail:
salonemprendedor.br@gmail.com
MSN: salonemprendedor.br@hotmail.com
Skype:salon.emprendedor.br

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Quer montar uma Pequena Fábrica de Processamento de Cacau, Chocolate?

Produtos: Massa de Cacau puro, Chocolate Amargo em Barras de 01 Kg, 500 grs, 250grs, ou em outras apresentações, conforme pedido.

Fabrica Para Processamento de Cacau

OFERTA P/IMPLANTAÇÃO DE PLANTA DE PROCESSAMENTO DE CACAU / CHOCOLATE AMARGO
O Salón Emprendedor coloca a sua disposição uma oferta para instalação:
DE PLANTAS COMPLETAS PARA PROCESSAR CACAU.
Incluído os processos e formulas técnicas, com equipamentos industriais apropriados para micro indústrias.
FABRICAÇÃO DE CHOCOLATE AMARGO. CHOCOLATE 100 % DE CACAU NATURAL
Maquinas e Equipamentos p/Processar CACAU e Chocolate Amargo.
EQUIPAMENTOS FABRICAR CACAU-CHOCOLATE
• CONJUNTO MAQUINA COMPATA: QUEBRADOR, DESCASCADOR, CLASIFICADOR DE CASTANHAS/SEMENTE DE CACAU
Capacidade de 15, 20, 25 a 30 kg/hora. Composto por 3 zarandas acionadas por motor de 0.5 cv. O Quebrador possui rolos que quebram as sementes, acionado por motor de 1.0 cv.
As sementes/castanhas, depois de quebradas, são separadas de quase toda sua casca, passado p/ classificação que as seleciona com seu conjunto de zarandas, equipadas com motores de 05 cv. Após descascadas as cascas são aspiradas e expulsas por um extrator, acionado por motor de 0,5 cv. Cascas menores ficam junto dos Nibs que serão tamisadas e as zarandas classificadoras do conjunto, estas são retiradas e separadas dos nibs pela boca de saída.
Obs: Nibs são os cotilédones fragmentados das sementes/castanhas do cacau ou simplesmente a semente/castanha triturada.
Conjunto maquinário compacto, construído em uma estrutura de cantoneiras em formato de “U”. Equipado com 03 chaves de comando. Fabricação em aço carbono e pintura epoxi em toda partes externa do conjunto.
• TOSTADOR DE NIBS DE CACAU. “Tostador de cacau” equipamento com Capacidade para 12 kg por carga. Acionado por correias de transmissão, com controle de temperatura analógico, com seu desabastecimento automático. Alimentação de combustão a gás de GLP, com queimadores de baixo consumo. Revestido com isolamento em lã de vidro. Moto-redutor de 0.5 cv trifásico ou monofásico com suas chaves de comando. Fabricado em aço inox 304 todas e qualquer parte que tem contato com o CACAU. Já na parte externa e equipamento é construído em aço carbono e pintura epóxi de alta resistência.
• ESFRIADOR DE NIBS DE CACAU. Equipamento para resfriar os nibs de CACAU.
Capacidade para 12 kg. Equipado com parafuso com rosca sem-fim para mover o ar do produto, formando um chafariz. Equipado com motor 0.5 cv monofásico e correia de transmissão para seu funcionamento. Inclui suas chaves de comando. O equipamento e fabricado em aço inox 304, em todas suas partes em contato com o produto, todas suas partes externas, são construídas em aço carbono e pintura epóxi de alta resistência.
• SILO PARA OS NIBS DE CACAU TOSTADOS. Equipamento, Capacidade para 1.000 litros. Cilíndrico com pes de apoio e motor de 1.0 cv trifásico o monofásico. Retira os nibs do Resfriador. Com bocal para alimentação do Moinho de Pedras. Fabricado en aço carbono e pintura epoxi en toda suas partes externas.
• MOENDA DE NIBS DE CACAU. Moinho de Pedra a Discos para os Nibs de CACAU Tostados. Capacidade de 25 a 30 kg/hora. Acionamento com motor de 2.0 cv, tipo trifásico ou monofásico. Recebe o nibs por cima a través da tolva de carga, direto para a câmara de moenda, com motor instalado na vertical. Unidade equipada com bocas de saídas para massa de CACAU “Chocolate Amargo” pronto para consumo e colocar em moldes para sua molde definitivo.
• CONJUNTO DE MOLDES P/ CHOCOLATE AMARGO: Conjunto de moldes, tipo bandejas p/ barras de chocolate. Acompanha 12 e 24 moldes de 1Kg, 500grs, 250grs. Moldes p/chocolate, com a marca do fabricante em relevo, (esse conjunto de molde é opcional), feita em aço inox alimentícia. Os moldes têm as seguintes dimensões: Molde de 01 Kg, medindo 20 cm de comprimento, 08 cm de largura e 06 cm de altura. Molde de 500 grs, 10 cm de largura por 04 cm de comprimento e 06 cm de altura.
• SELADOR DE BOLSAS PLÁSTICAS, com selagem por indução de calor elétrico, equipado com temporizador e controle de temperatura de selagem, conforme o espesor (o micrones) do polietileno ou polipropileno, utilizado para o empacotamento das barras de chocolate e fracionamento em tamanhos e pesos, conforme o mercado de consumo final.
• BALANÇA ELETRICA DIGITAL: Essencial para todas as operações de controle de rendimentos e para os produtos empacotados e fracionados, que sairão ao mercado, necessária para pesagem de controle e verificação de pesos para o chocolate empacotado que sai ao mercado desde a fabrica.
• BALANÇA DE PLATAFORMA. Equipamento de pesagem para recepção das sementes de CACAU em sacos, para ser processadas e tostadas. Pesagem para o controle de rendimentos e pesagem de produtos terminados e empacotados em sacolas ou caixas para ser despachadas, Unidade de pesagem de 50/100 grs a 150/200/350 kg. Conforme fábrica selecionada.
Condições Gerais de Implantação.
Resume de Itens de suporte e componentes de nossa oferta:
a) A oferta inclui: Unidade completa de fabricação com acompanhamento.
b) Manuais técnicos de fabricação passo a passo e suporte on-line p / Suporte.
c) Cartilha de montagem e instalação Industrial para uma área mínima de 20/24 m2.
d)Fluxo-grama de processamento e ferramentas de gestão operacional.
e) Preparação Técnica do Programa de Empreendedorismo com início imediato via on-line.
f) Vídeo sobre as técnicas de fabricação e processos de fabricação passo a passo.
g) PAE-Programa de Acompanhamento Empresarial (duração de 03 a 04 meses).
h) Acompanhamento via on-line para elaboração do Plano de Negócios ( 100% aplicativo).
i) Cronograma para a implementação do empreendimento.
Termos e Condições de implementação:
• Pagamento: 15% de sinal para fechamento da compra
30% No pedido dos equipamentos e inicio da consultoria
15% No embarque das maquinas e equipamentos
30% Na entrega da fábrica e termino da consultoria.
O pagamento e confirmação de deposito do sinal do contrato, ativara a visita de um consultor ou diretor do Salon Emprendedor até a localidade do comprador da fabrica onde serão iniciadas toda o trabalho de consultoria para instalação bem como a elaboração do projeto e confecção do plano de negocio do empreendimento. Se trata de uma visita técnica de 05 a 07 dias, com o intuito de visitar o mercado local selecionar provedores, possíveis compradores locais e ponto de venta, analise dos custos locais e das matérias primas, assim como a formatação técnica dos custos de produção e rentabilidade estimada.
Nesta visita assinamos o contrato para despacho da fábrica assim como apresentaremos o cronograma de instalação tendo vista custos de despachos, frete do maquinário respectivo.

Sobre o programa de apoio PAE: conjunto de 2 reuniões semanais em um mês (webconference) e 01 encontro semanal durante 2 meses, até o efetivo funcionamento do empreendimento.
Se necessário, o deslocamento de um dos consultores do Salon Emprendedor até as instalações do comprador, . Os custos serão compartilhados entre as partes.

S A L O N E M P R E N D E D O R
Brasil – Argentina – Paraguai – Chile – Equador – Venezuela
Sede: São Paulo-Brasil
Tel:55-11-2805-1262
Fax:55-11-2805-1262
Tel. 55-13-3029-0607
Tel: 55-13-3596-6809
e-mail:
salonemprendedor.br@gmail.com
MSN: salonemprendedor@hotmail.com
Skype:
salon.emprendedor.br

Cronograma da Visita de Pré-Montagem de Indústria.


Atendendo a inúmeros contatos e perguntas referente ao processo de consultoria “in locuo” para montagem e instalação das fabricas do Salon Emprendedor, enumeramos em forma de Pauta como é feita nossa consultoria.
01- Reunião de trabalho no local e avaliação das expectativas de objetos com os adquirentes. Sobre a fabrica o negocio a ser implementado, a fabrica em si e seu entorno com suas potencialidades a ser desenvolvidas.
02- Formulação e montagem da “idéia de negocio” considerando as expectativas além do nosso suporte técnico de adequação para a fabrica em processo de compra.
03- Visita e exame do ou dos locais de instalação da fabrica. Elaboração da pauta de adequações para sua devida instalação atendendo o fluxograma de instalação/processos.
04- Elaborar o desenho de instalação dos equipamentos e maquinas, adequado e otimizado ao espaço disponível sem descuidar o fluxograma de fabricação e a seus processos. Bem como deixando claro como expandir em uma eventualidade ou aumentar a diversificação de produtos.
05- Montagem do mapa de fornecedores de matéria primas, insumos que a fabrica demandará, incluindo visitas “in lócus” para ver fisicamente a analisar a disponibilidade de insumos a fim de elaborar: Tabela de controle de preços, Lista com tipos de produtos, verificação de qualidade da matéria prima por possível fornecedor, criar um sistema de classificação, analisar e planejar sazonalidade, calendários etc.
06- Balanço e Resumo de abordagem para montar o plano de fornecedores, com analise de custos e uma formatação previa da pauta de produção. Fornecedores e insumos , matérias primas.
07- Visita técnica ao mercado de consumo para avaliar as ofertas disponíveis no mercado de produtos processados, sejam iguais ou similares, construção do mapa de controle e comparação dos preços, produtos, variedade, apresentação, tipo de embalagem, definindo um “raio x” da qualidade da concorrência, avaliação da modalidade de negocio junto a rede de distribuição, seja para o mercado local ou de exportação. Finalizando com resumo de abordagem e resume de recomendações.
08- Formatação da pauta de produtos e variedades a serem fabricadas pela planta processadora. Elaboração das etapas de lançamento, conforme os critérios a serem avaliados tais como: custo, rentabilidade, impacto do mercado, novidade, giro de vendas etc. Selecionando assim os produtos que poderão ser fabricados e lançados em uma primeira ou segunda fase.
09- Formação e formatação de custos e preços dos produtos finais a serem lançados ao mercado, com sua ordem de prioridade e atendendo aos critérios escolhidos conforme conveniência da pauta acima mencionada.
10- Analise dos processos básicos de fabricação dos produtos escolhidos para serem fabricados e processados, para posterior elaboração dos manuais dos processos e boas praticas de fabricação.
11- Montagem do cronograma com fichas pré-estabelecidas, com os prazos que culminem na instalação e posta em marcha da fabrica. “contagem regressiva para a inauguração”.
12- Configuração do marco operacional para a elaboração e execução do plano de negócios aplicativo da fabrica. Elaboração do guia prático de montagem utilizado pelo Salon Emprendedor, o que será elaborado em conjunto levando em conta as diligências com as tarefas locais.
13- Assinatura do contrato definitivo da fabrica definindo os prazos para embarque, as modalidades de pagamento ajustadas as necessidades e operativas de instalação para a posta em marcha da fabrica.
14- Definição dos termos e pauta de trabalho ajustadas e confirmadas por meio de reserva de proposta e deposito do sinal de negocio. Conforme proposta original do Salon Emprendedor.
15- O valor de sinal do contrato é de 15% do valor total do contrato de aquisição da fabrica, este sinal é o que financiará e ativará a visita técnica de um de nossos consultores com o intuito de seguir a pauta de trabalho citada acima.
16- Uma vez realizada a remessa, confirmaremos a recepção e denominaremos o consultor responsável pela implantação de sua fabrica bem como agendaremos a data da visita técnica que poderá durar de 05 a 07 dias.
Qualquer duvida com relação a pauta de trabalho ou como pode ser feita a consultoria, nos colocamos a sua disposição para esclarecimento.

S A L O N E M P R E N D E D O R
Brasil – Argentina – Paraguai – Chile – Equador – Venezuela
Sede: São Paulo-Brasil
Tel:55-11-2805-1262
Fax:55-11-2805-1262
Tel. 55-13-3029-0607
Tel: 55-13-3596-6809
e-mail: salonemprendedor.br@gmail.com
MSN: salonemprendedor@hotmail.com
Skype:salon.emprendedor.br

Processo de Fabricação de Queijo (Passo a Passo)

Fabricação de Queijos



A pesar de milenar, a fabricação de queijo vem se modificando, se adaptando aos processos industriais de grande porte. Porém vocacionamente entendemos que a atividade artesanal ainda tem seu espaço, pois apenas através dela é possível acompanhar de perto cada passo da produção, imprimindo uma personalidade a cada tipo de queijo, esse diferencial competitivo abre seu espaço dentro do mercado, paralelo a necessidade dos consumidores em buscarem novas experiências de consumo.
 Quem sabe não seja a oportunidade de você pensar neste negocio e se for este o caso lhe daremos algumas ferramentas e informações que possa lhe ajudar a decifrar este apaixonante negocio agro – alimentar.

PROCESO e FABRICAÇÃO DE QUEIJOS (abordagem genérica)

Recepção da Matéria prima.
Recepção: Tarefa na qual o leite é higienizado com o fim de eliminar suas impurezas provenientes do tambo, esta operação se realiza com um tanque em aço inox. De recepção equipado com coadores super finos.

Homogeneização do leite, pode ser feita a homogenização se a intenção e que se tenha parâmetros específicos de gordura para isso se utilizam desnatadores que por ação de centrifuga separam o gordura láctea. No caso da não realização deste tratamento de homeginação, o queijo se fabrica com leite integral.

Armazenamento: Posteriormente, se o leite não for submetido ao processo de fabricação de queijo no ato, deve-se esfriá-lo a 3-4° ,  pois esta é a temperatura ideal tanto para conservação quanto para  transporte.

Pasteurização: Tratamentos térmicos do leite: Antes de iniciar a fabricação de queijo, seja com leite recém ordenhado, refrigerado ou armazenado o leite deve ser submetido a um processo térmico a 72/80° durante 20/40 segundos, esse processo se chama pasteurização, realizado com equipamentos de pasteurização com controle de temperatura, seu objetivo é eliminar micróbios patogenos do leite. Quando esse processo não é aplicado dizemos que o queijo foi fabricado com leite Crú.

O Queijo fabricado com leite cru, é muito saboroso, e pode ser consumido sem nenhum problema, respeitando sempre sua maturação mínima de mais de 60 dias a uma temperatura de 5°, salvo se o leite procede de tambos higienizados e com boas praticas de produção.

Tanqueado: Preenchimento do Tanque e incorporação de fermentos.
Uma vez que o leite foi tratado termicamente, o cru, deve ser colocado em um tanque ou cuba para que possa ser submetido a processo de esquentamento a temperatura de 25-30° onde serão incorporadas o cultivo de bactérias lácteas e fermentadas, mohos cuja missão é fazer crescer, dar aromas e sabores que serão desenvolvidos em um próximo processo (maturação).


Coagulação do Leite: Na sequência, se inclui o coalho em porções indicadas pelo fabricante e dependendo do tipo de queijo a ser fabricado. Neste momento é quando de fato o leite passa a transformar-se em queijo, tendo em vista que a caseína (importante proteína do leite) é coagulada a uns 30/32°, as formulas para a fabricação conforme o queijo vão entre 30/35° Outra técnica de coagulação é mediante a acidificação do leite, nesta se deixa o leite em temperatura ambiente e sua acidez vai subindo até que passa adquirir um aspecto de coagulado ou de “leite coalhado” este sistema é utilizado na fabricação de vários tipos de queijos.

Corte da massa coalhada:
 Quando a coagulação estiver terminada a massa ou pasta coalhada deve ser cortada mediante facas ou liras, o objeto de cortar a massa é conseguir com grãos/quadrados de maior ou menor tamanho, dependendo do soro que se deseja reter, normalmente um queijo mais úmido (queijos frescos) estão formados por grãos maiores, É nessa fase que se extrai o soro que sobra (soro e a parte liquida do leite que não foi aproveitada na fabricação do queijo) cujo qual dentre outras aplicações se usa para fabricar ricota.

Esquentamento da Coalhada:
 A massa ou pasta coalhada, una vez que tenha sido cortada
 deve-se levada a seu esquentamento entre 30/40°, enquanto é agitada para que os grãos permaneçam separados e não continuem a se unir. Quanto mais quente ficarem os quadrinhos/grãos de massa, mais seco será o resultado devido ao maior desprendimento de soro. Em função da temperatura que ha sido submetida a massa ou pasta, denominamos: pasta/massa macia, pasta/massa semi-cozida,

A Prensagem do Queijo.
Finalizado o esquentamento, se procede ao preenchimento dos moldes que darão forma e tamanho ao queijo. Os moldes podem ser submetidos a uma prensa. Esta Pressão produz uma eliminação de soro e permite com que o queijo adote formas mais acentuadas. Assim falamos de queijos de pasta/massa prensada e de queijos de massa/pasta não prensado.

Selagem do Queijo

Uma vez que o queijo foi prensado, passamos para a fase de selagem, esta pode ser feita a seco, aplicando diretamente sobre a massa ou por imersão em água com sal ou salmoura.

Maturado. A Maturação do queijo

A maturação é a última fase da fabricação, esta pode durar desde algumas horas, até vários meses, variando conforme o tipo de queijo que se deseja obter. Neste processo de maturação se desenvolvem uma grande quantidade de aromas e sabores. A Maturação se leva a cabo em zonas especialmente condicionadas para isso, onde a temperatura e a umidade são adequadas para cada tipo de queijo, o que implica adaptar instalações, com clima controlado, mesmo que  existe algumas regiões que possuem condições naturais de temperatura e umidade, o que dão uma origem especial a seus queijos.


S A L O N   E M P R E N D E D O R 
Brasil – Argentina – Paraguai – Chile – Equador – Venezuela - México
 Sede: São Paulo-Brasil
 Tel:55-11-2805-1262
 Fax:55-11-2805-1262
 Tel. 55-13-3029-0607
 Tel: 55-13-3596-6809
 e-mail: salonemprendedor.br@gmail.com
 MSN: salonemprendedor@hotmail.com
 Skype:salon.emprendedor.br